por Gary Hargrave

Mostrando 1–50 de 253 resultados


Mensagens em Áudio.

Adquira aqui mensagens em português de Gary Hargrave.

Gary Hargrave é o patriarca do grupo de Igrejas A Palavra Viva e também o fundador e chanceler da Universidade de Shiloh, em Kalona, Iowa, EUA. Ordenado há mais de trinta anos, recebeu treinamento do seu pai espiritual e mentor, John Robert Stevens. O foco do seu ministério tem sido o amadurecimento e a unidade do Corpo de Cristo. Viajando frequentemente por todo o mundo, ele tem trabalhado em estreita colaboração com muitos líderes das comunidades evangélica, católica e judaica.

Alguns modelos de celular e tablet não permitem salvar, diretamente do nosso site, os arquivos adquiridos aqui. Por isso, recomendamos que você utilize um computador para baixar os arquivos e depois, transferi-los para o seu aparelho.

Caso você efetue o login antes de realizar a sua compra, os seus downloads estarão disponíveis na página Minha Conta até que o link expire (após 30 dias ou 5 downloads).

Nº Publicação: 2018-0707-2PB

Disponível em mp3: “Uma Palavra Para Jovens Profetas: Deus Quer Ser O Seu Foco”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Shiloh, IA. Sábado, 30 de junho de 2018. Traduzida por Débora Batista.

Uma Palavra Para Jovens Profetas: Deus Quer Ser O Seu Foco

Em uma Palavra para a Escola de Jovens Profetas, eu falei acerca da importância de se ter uma fome por Deus e pela Palavra Dele. Deus abençoou essa geração com uma abundância de energia e tempo, e por isso esses jovens estão mais aptos para conseguir buscá-Lo. No entanto, quando eles passam por esse período em suas vidas, a tendência é se distraírem com outras coisas além de Deus. Deus disse aos israelitas que quando eles entrassem na abundância da terra prometida, eles não seguiriam os deuses dos povos que habitavam ao seu redor (Deuteronômio 6:14). Nós, da mesma forma, somos influenciados por uma esfera espiritual em que há seres que parecem mais fortes do que nós. Ao sermos batizados no Espírito Santo, devemos pedir ao Senhor percepção e discernimento sobre as esferas naturais e espirituais que influenciam nossas vidas diárias. Deus é mais poderoso do que todos esses outros espíritos e, quando fazemos de Deus o nosso único foco, Ele lida com eles por nós.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0706-8PB

Disponível em mp3: “A Nossa Sobrevivência É Baseada Na Obediência”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Shiloh, IA. Sexta-feira, 29 de junho de 2018. Traduzida por Estêvão Rolando.

A Nossa Sobrevivência É Baseada Na Obediência

Avançando como uma escola de profetas, nós começaremos a entrar em batalha espiritual contra principados e potestades mais poderosos do que nós (Números 13:31-33). Esta Palavra nos mostra que à medida que saímos de um posicionamento em que estamos relativamente seguros em nosso caminhar com Deus e passamos por um caminho em que possamos ser afetados, a nossa obediência ao Pai determinará vida ou morte. Nós iremos nos deparar com mentiras acerca da Palavra de Deus e do próprio Pai que irão tentar nos enganar até sermos desobedientes e até perdermos a proteção de Deus. No entanto, assim como aconteceu com Josué e os israelitas quando eles conquistaram a terra prometida, nós precisamos confiar na palavra confirmada de Deus. Senhor, dê-nos olhos para ver e entender o padrão da batalha espiritual, e mostre-nos como escrever a Palavra em nossos corações e mentes à medida em que trazemos à luz o Reino de Deus.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0706-6PB

Disponível em mp3: “Obediência: O Padrão De Deus Para O Julgamento”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Shiloh, IA. Sexta-feira, 29 de junho de 2018. Traduzida por Milca Queres.

Obediência: O Padrão De Deus Para O Julgamento

Esta Palavra esclarece o que devemos ser como escola de profetas e o porquê. Deus está buscando um povo através do qual Ele possa distinguir entre aqueles que O servem e aqueles que não O servem. Deus é um juiz justo e misericordioso, e só há um fator que evidencia essa diferença e que importa para Ele: obediência. Este é a base do julgamento de Deus. Quando Israel partiu para possuir Canaã, vitória ou derrota dependia diretamente da obediência deles (Josué 5:1-11). Quando Deus enviou Moisés ao Egito, ele conseguiu executar os julgamentos de Deus por causa de sua obediência. Assim como Moisés e a nação de Israel, a escola de profetas precisa ser um exemplo de obediência que Deus possa usar como um padrão. Você quer estar sob o Senhorio de Jesus Cristo? Você quer estabelecer o Reino de Deus? Só há uma maneira: torne-se e permaneça obediente. Você já foi capacitado. Agora seja obediente.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0706-4PB

Disponível em mp3: “Arrependa-se Para Remover A Desobediência”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Shiloh, IA. Quinta-feira, 28 de junho de 2018. Traduzida por Estêvão Rolando.

Arrependa-se Para Remover A Desobediência

Nós iniciamos a Escola de Profetas em Shiloh com uma Palavra sobre arrependimento, baseada na história da Páscoa. Ao nos tornarmos uma comunidade profética e uma escola de profetas, nós vamos experimentar a mesma coisa que Moisés fez com Faraó e com os deuses do Egito. Julgamento não é algo que nós executamos; mas nós iniciamos julgamento. Assim como Deus julgou as esferas física e espiritual através de Moisés, nós também vamos nos mover na Terra com discernimento e profecia, e assim impactar toda a criação. A Páscoa também nos mostra a graça de Deus; Deus mostrou a cada um dos deuses que presidiam sobre o Egito, que Ele era mais poderoso do que todos eles, e lhes deu uma chance de se curvarem a Ele. Quando chegou a hora da libertação dos israelitas, Deus disse a Moisés: “É chegada a hora”. Da mesma forma, Deus está nos dizendo: “É chegada a hora”. A história de Moisés na Páscoa nos ensina mais uma importante lição. Antes de conseguirmos nos mover como profetas de Deus na Terra, nós precisamos entronizar a Deus como nosso Senhor fazendo aquilo que Ele nos direcionou a fazer. Para Moisés, havia somente uma aliança capaz de fazer com que Deus fosse o Deus dele e do povo: a aliança com Abraão. Moisés, no entanto, não havia circuncidado os seus filhos. Como consequência, Deus quis matá-lo (Êxodo 4:24). Nós temos que sondar os nossos corações para identificarmos onde violamos o que Deus nos pediu para fazermos. Nós não conseguiremos ser uma escola de profetas a não ser que nos arrependamos e façamos aquilo que Deus nos direcionou a fazer. Senhor, abra os nossos olhos e os nossos corações; corrija-nos, para que possamos avançar e projetar os Seus filhos para o Reino.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0706-2PB

Disponível em mp3: “Remova O Espírito De Saul Da Escola De Profetas”. Mensagem ministrada por Silas Esteves & Gary Hargrave em Shiloh, IA. Domingo, 24 de junho de 2018. Traduzida por Débora Batista.

Remova O Espírito De Saul Da Escola De Profetas

Esta Palavra nos prepara para a escola de profetas através de um intenso arrependimento pessoal. Por muito tempo temos permitido que os principados e potestades que regem sobre esta era nos treinem e nos condicionem a vivermos de uma certa forma. Cantares de Salomão 2:15 diz: “Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor.” Essa passagem mostra a atitude que devemos ter em relação às coisas da esfera espiritual que influenciam as nossas vidas. Mesmo que as raposinhas pareçam ser inofensivas, elas precisam ser completamente exterminadas se quisermos ser a escola de profetas que Deus disse que devemos ser. Como aprendemos desde o início, nós precisamos viver sob o Senhorio de Jesus Cristo e rejeitar nos submetermos a qualquer outra influência. Um espírito que rejeita correção paira sobre as nossas igrejas. Embora sejamos vasos imperfeitos que precisam de quebrantamento em nosso relacionamento com o Senhor, nós achamos que temos uma posição importante demais para sermos corrigidos. Mas até mesmo Davi, embora fosse o rei, precisou ser quebrantado por Deus em seu espírito. E foi isso que fez com que ele fosse um excelente rei, e Saul foi o oposto — Saul mantinha uma imagem de religiosidade a despeito da sua desobediência descarada ao que Deus lhe ordenara. Nós profetizamos contra esse espírito religioso que protege a nossa desobediência, tornando-nos intocáveis e incorrigíveis; e nós nos submetemos ao Senhorio de Jesus Cristo o qual nos torna uma escola de profetas.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0703-2PB

Disponível em mp3: “O Deus Que Se Manifesta Como Um Pai”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 17 de junho de 2018. Traduzida por Estêvão Rolando.

O Deus Que Se Manifesta Como Um Pai

Esta mensagem de Dia dos Pais nos abre um novo nível de um relacionamento real com Deus como nosso Pai. Em I Crônicas 29, Davi exalta as inúmeras características maravilhosas de Deus. Mas em primeiro lugar, Davi diz: “Bendito és Tu, Senhor, Deus de Israel, nosso Pai, de eternidade em eternidade”. Ele reconheceu que acima de todas as coisas, Deus é nosso Pai. Precisamos reconhecer que tudo que Deus está fazendo se revela nesse relacionamento conosco como Pai. Nós vemos este padrão nas Escrituras. Quando Deus julgou os deuses do Egito, Ele estava conduzindo os filhos Dele a um relacionamento com Ele. Quando Deus trouxe à luz a salvação, Ele o fez através de um relacionamento de Pai e Filho. E daquele momento até hoje, Deus como nosso Pai está trazendo à luz o Reino Dele através de um relacionamento com os Seus filhos. Hoje, adoramos a Deus por tudo que Ele é. Ele é poderoso, Ele é maravilhoso – além de qualquer explicação e compreensão. Ele está sobre todas as coisas e criou todas as coisas, mas Ele escolhe Se relacionar conosco como nosso Pai. Permita que isso seja muito real e pessoal. Pai, ajuda-nos a ver que em tudo que fazes, o Senhor está nos conduzindo a um relacionamento pessoal Contigo como nosso Pai.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0607-4PB

Disponível em mp3: “A Batalha Contra A Sabedoria”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 3 de junho de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

A Batalha Contra A Sabedoria

Esta mensagem nos projeta a uma busca pela sabedoria de Deus e nos prepara para sermos uma escola de profetas. Ao saber sobre a fé que havia na igreja em Éfeso, Paulo orou para que se abrissem os olhos do entendimento de todos eles, para que pudessem conhecer a esperança da sua vocação (Efésios 1:18). Nós também precisamos que os nossos corações sejam iluminados, pois precisamos ter entendimento para que possamos ser embaixadores de Deus e cumprir os Seus propósitos. Existe uma batalha contra a sabedoria e o conhecimento. Nós vivemos em um estado de passividade sem perceber a importância de buscarmos essa sabedoria. Pode dar a impressão que o lado negativo do mundo espiritual tem sabedoria, mas a Bíblia diz que “se tivessem sabedoria não teriam crucificado o Senhor da glória” (I Coríntios 2:8). A única forma de recebermos tal entendimento é através do Espírito Santo (I Coríntios 2:11). Deus tem escondido a sabedoria e o conhecimento, mas Ele está pronto a nos dar sabedoria através do Espírito Santo. Ele vai nos dar o tudo que for necessário para sermos Seus instrumentos. Senhor, liberte-nos da nossa ignorância! Abra os olhos do nosso coração. Deus nos ama profundamente. É hora de nos arrependermos da passividade que temos tido em relação à nossa ignorância e chegou a hora de nos tornarmos Seus filhos maduros.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0607-2PB

Disponível em mp3: “O Fim Da História: Todas As Coisas Sujeitas Ao Pai”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 27 de maio de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

O Fim Da História: Todas As Coisas Sujeitas Ao Pai

Qual é o objetivo do nosso caminhar com Deus? Esta mensagem nos dá a resposta. Paulo escreve: “Então virá o fim, quando Ele (Cristo) entregar o Reino a Deus, o Pai” (I Coríntios 15:24). Deus prometeu que o Reino Dele se manifestaria na terra, mas como chegaremos lá? Isso tem que acontecer na ordem de Deus, o que significa que deve acontecer de acordo com a ordem divina de autoridade de Deus em um processo específico e sequencial. Para que o Reino se manifeste, precisa haver uma ordem divina perfeita estabelecida. Cristo é os primeiros frutos (1 Coríntios 15:20) porque Ele foi aperfeiçoado em obediência, e o Reino é feito de obediência. Cristo veio com um coração focado em fazer a vontade do Pai. O Pai ressuscitou a Cristo e O assentou a Sua destra, acima de todas as outras forças espirituais e naturais. No final, todas as coisas estarão sujeitas a Cristo e então Ele, em Seu livre arbítrio, colocará todas as coisas em submissão ao Pai (1 Coríntios 15:28). Neste momento, no entanto, nem todas as coisas estão sujeitas a Cristo. No estabelecimento do Reino, à medida que os principados e potestades são desalojados, eles precisam ser substituídos por uma verdadeira ordem em submissão a Cristo.Nós nos encaixamos bem aí porque Deus nos usará para substituirmos os espíritos desobedientes e rebeldes. Ele usa as coisas simples para confundir os sábios (1 Coríntios 1:27). Deus está nos preparando para esse passo, pois não podemos desalojar estes seres espirituais a não ser que nós, em nosso livre arbítrio, sejamos obedientes e submissos a Cristo. Pela graça de Deus, Ele opera essa preparação em nós.Eu abençoo isso aos nossos corações, e oro para que tenhamos olhos para ver o que Deus está fazendo. O propósito real de Deus é nos conduzir nesse processo de estabelecer o Reino Dele. Senhor, ajude-nos nisso, e oramos como o Senhor nos ensinou a orar para que o Seu Reino seja estabelecido na terra como é nos céus.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0605-2PB

Disponível em mp3: “Cuidadores Segundo O Coração De Deus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Quarta-feira, 23 de maio de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Cuidadores Segundo O Coração De Deus

À medida que o Reino de Deus vem sobre a Terra, Deus nos usa para desalojar principados e potestades que estão determinados a não servir o Senhorio de Jesus Cristo. Primeiro, Ele nos liberta do domínio das trevas e nos coloca no Reino do Seu amor, em submissão ao Seu Senhorio. Depois, Ele diz: “Eu os tornarei Meus filhos. Eu os transformarei à Minha imagem”. Ele nos conduz a um nível em que podemos desalojar as forças que se rebelaram contra Ele. Quando Deus criou o homem, Ele o colocou como um cuidador do Jardim do Éden para cultivá-lo e guardá-lo (Gênesis 2:15). No Novo Testamento, a raça humana foi comissionada para levar o Evangelho a toda criação. Parece ser um comissionamento diferente, mas aquilo para o qual Deus nos criou não mudou; Ele nos criou para cuidarmos da criação. Bons cuidadores cultivam e fazem melhorias na terra, e é esse o coração de Deus para a criação. A desobediência de Adão e Eva no Éden deixou o Jardim desprovido de seus cuidadores. Aquele papel foi usurpado por forças espirituais rebeldes e desobedientes. No entanto, Deus prometeu em Jeremias 23:1-5 que Ele os castigaria pelo mal que fizeram e levantaria pastores corretos. Deus dará a toda criação cuidadores segundo o coração Dele. Como cuidadores, precisamos chegar ao ponto de sabermos quem somos e de sermos objetivos. Ao contrário de Tiago e João que, quando desafiados pelos Samaritanos queriam chamar fogo dos céus, não podemos reagir negativamente às coisas no mundo espiritual e natural quando elas nos desafiam em sua ignorância e imaturidade. Nós somos os embaixadores que conduzirão toda a criação a se submeter ao Senhorio de Jesus Cristo. Nós não sabemos quais espíritos serão salvos e quais não serão salvos. Quantas vezes nós, em nossa imaturidade, já nos rebelamos contra Deus no nosso próprio caminhar com Ele? Eu quero que encontremos no mais profundo dos nossos próprios espíritos esse coração lindo que Deus criou no ser humano: o coração que está determinado a cuidar da criação Dele de tal forma que esta se torne tudo aquilo que Deus planejou que a criação fosse.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0522-2PB

Disponível em mp3: “O Verdadeiro Ministério Da Igreja: Embaixadores Para Toda A Criação”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Domingo, 22 de abril de 2018. Traduzida por Milca Queres.

O Verdadeiro Ministério Da Igreja: Embaixadores Para Toda A Criação

O grande comissionamento é algo muito maior do que compreendemos. Quando Cristo comissionou os discípulos a pregarem o evangelho a todo o “mundo”, Ele usou a palavra grega “kosmos”, a qual se refere a toda a criação, e não somente à humanidade (Marcos 16:15). A criação inclui tudo o que Deus criou — os céus e a Terra, com autoridades espirituais que governam sobre outras. Por causa da desobediência que ocorreu no Jardim do Éden, os seres humanos ficaram sujeitos a governantes e a autoridades além de Deus. Da mesma forma, outras autoridades espirituais ficaram sujeitas ao domínio das trevas. Cristo veio para retirar toda a criação de debaixo do domínio das trevas. Na salvação, Deus nos deu o ministério da reconciliação. Nós precisamos executar reconciliação não somente desse mundo como também da esfera espiritual. Nós somos embaixadores de Cristo, que devem trasladar toda a criação do domínio das trevas para o Reino do Seu Filho amado (Colossenses 1:13). Em Lucas 10, quando os discípulos retornaram após pregarem o Evangelho, Cristo e os discípulos entenderam a realidade espiritual que estava acontecendo quando demônios se sujeitaram e satanás caiu do céu. A nossa luta não é conduzir pessoas a crerem no Evangelho, mas sim assumir o controle sobre as forças que as mantêm escravizadas — e Deus vai nos ensinar e nos equipar a fazer isso!

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0510-2PB

Disponível em mp3: “Nós Fomos Resgatados Para O Reino De Deus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 15 de abril de 2018. Traduzida por Vicente Souza.

Nós Fomos Resgatados Para O Reino De Deus

Deus está nos conduzindo a nos tornarmos o próximo passo de uma escola de profetas e nós precisamos entender que Ele está nos tirando do domínio de qualquer outra autoridade espiritual. Quando Deus libertou os israelitas do domínio do Egito, Ele não estava somente tirando-os do controle de Faraó. Ele estava libertando Israel do domínio de outros deuses, ou como a Bíblia diz em hebraico, “elohim” (Êxodo 12:12). Eram esses outros deuses que mantinham os israelitas na escravidão. Como foi que nós, como seres humanos, nos sujeitamos a esses deuses? Nós estamos sujeitos àquilo que obedecemos. Quando Adão e Eva obedeceram a satanás no Jardim do Éden, satanás se tornou o senhor deles. Deus havia dado autoridade ao ser humano sobre o nível físico da Terra, por isso quando Adão e Eva obedeceram a satanás, o senhorio de toda a criação foi transferido para satanás. Na salvação, Deus nos libertou do domínio das trevas e de outros deuses para o Reino de Deus (Colossenses 1:13). Através da morte na cruz e da Sua ressurreição, Cristo nos reconciliou com o Pai. Porém, nós ainda somos escravos dos deuses aos quais obedecemos. Se não tivermos o cuidado de obedecermos a Deus, nós repetimos esse mesmo ciclo e voltamos a servir a outros deuses. Ao estar sob o domínio de Deus, o foco é permanecer ali, tendo Deus como nosso Deus. Eu abençôo essa Palavra aos nossos corações. Senhor, continue a desvendar essa Palavra para nós e abra o nosso entendimento para ela. Permita-nos ver o que a Sua salvação realmente significa. Permita-nos viver sob o Seu domínio. Obrigado, Pai, por nos trazer a esse ponto. Obrigado por essa incrível salvação que o Senhor nos dá. Nós estamos determinados a permanecer sob o Seu domínio.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0504-2PB

Disponível em mp3: “Uma Experiência Pessoal De Páscoa”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 8 de abril de 2018. Traduzida por Débora Batista.

Uma Experiência Pessoal De Páscoa

A Páscoa é pessoal. Quando o povo de Israel estava prestes a deixar o Egito, cada casa teve que obedecer e executar as instruções do Senhor colocando o sangue no umbral das portas e permanecendo dentro de suas casas, sob cobertura. Eles precisam se apropriar da provisão e a obediência deles iniciou o julgamento bem como os protegeu dele. A nossa experiência com a salvação de Cristo é tão pessoal quanto a experiência do povo de Israel no Egito, e nós vemos o quão verdadeiro isso é quando lemos sobre a experiência pessoal de Pedro durante a Páscoa. Pedro negou o Senhor no momento do Seu sofrimento imediatamente após ter prometido que nunca O deixaria. Depois de perceber o que havia feito, Pedro chorou amargamente e se arrependeu. Cristo não rejeitou a Pedro. Cristo não somente o perdoou, como também apareceu primeiro a Pedro após a ressurreição para que Pedro pudesse saber que seu arrependimento foi ouvido. O propósito do que Pedro experimentou foi para que nós pudéssemos compreender realmente a profundidade do perdão de Deus a nós. Nós precisamos desse aspecto da experiência da Páscoa. Nós passamos por muitas coisas no nosso caminhar com Deus que nos fazem sentir que não há como sermos perdoados ou não tem como nos livrarmos do que fizemos. O perdão em que cremos ainda não é profundo o suficiente em nossos próprios corações para termos certeza absoluta, sem a menor sombra de dúvida, que seja lá o que tenhamos feito ou passado, neste sacrifício da Páscoa, nós somos absoluta e completamente perdoados. Existe um perdão absoluto e completo na salvação que vem a nós na Páscoa. Permita que isso lave a sua mente, e as suas memórias; não se lembre do que Deus já esqueceu. Não ressuscite coisas que Ele já lavou pelo sangue e sacrifício Dele. Ele quer aparecer a você. Pare de tentar fazer tudo na sua própria capacidade, e comece a viver na provisão dessa experiência.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0420-2PB

Disponível em mp3: “Viva A Experiência Da Ressurreição De Cristo Hoje!”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 1 de abril de 2018. Traduzida por Estêvão Rolando.

Viva A Experiência Da Ressurreição De Cristo Hoje!

A ressurreição de Cristo é o fundamento da nossa fé cristã. No contexto das festas bíblicas, esta é a festa em que os sacerdotes acenavam o feixe dos primeiros frutos dos grãos diante do Senhor, e isso aconteceu no dia da ressurreição. Nós precisamos reconhecer que Cristo, os primeiros frutos, era apenas um grão naquele feixe. O poder da ressurreição foi o maior poder já liberado no universo. Não bastava que Cristo morresse na cruz. A eficácia de Sua morte foi expressada no poder de Sua ressureição. Desde então, o processo de ressurreição tem continuado e está disponível para nós. Esse poder deveria impactar as nossas vidas aqui, hoje e agora. O poder da ressureição produz três resultados: nos torna santos, inculpáveis e livres de qualquer acusação (Colossenses 1:22). Nós fomos feitos santos. Nós fomos libertos de todos os espíritos opressores que nos mantinham em escravidão e pecado. Através da ressurreição de Cristo, nós fomos transportados do reino das trevas para o Reino do Filho do Seu amor. Nós também nos tornamos inculpáveis, ou seja, estamos livres de qualquer culpa. Não há mais razão alguma para punição ou julgamento; podemos permanecer na presença do Pai, cobertos pelo sangue do Cordeiro. A ressurreição também nos faz irrepreensíveis. Ninguém pode nos acusar ou nos fazer parecer culpados. É isso que faz a vida eterna parecer divertida – a cada manhã, nós acordaremos santos, inculpáveis e irrepreensíveis. Eu abençoo este dia para ser real para você. Muito pode ser dito acerca da ressurreição e do poder de Cristo, mas se não reconhecermos o quanto isso muda as nossas vidas a cada minuto, tudo perde o sentido. Pai, obrigado por ressuscitar o Seu Filho, e nós buscamos a realidade desse poder para nós hoje.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0417-6PB

Disponível em mp3: “Páscoa — O Julgamento Dos Deuses”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Sábado, 31 de março de 2018. Traduzida por Estêvão Rolando.

Páscoa — O Julgamento Dos Deuses

Quando Deus abre a porta para celebrarmos uma festa bíblica, Ele está abrindo a porta para termos uma experiência hoje que inclui a profunda realidade espiritual dessas festas. Na noite em que os israelitas estavam para deixar o Egito, Deus os instruiu a colocar o sangue do cordeiro no umbral das portas e lhes disse: “nenhum de vós saia da porta da sua casa até pela manhã” (Êxodo 12:22). Qual foi a realidade espiritual por trás dessa instrução? Deus estava Se preparando para passar pela terra executando julgamento sobre todos os deuses do Egito (Êxodo 12:12). Ele queria que o povo Dele permanecesse em suas casas, onde eles estavam debaixo da proteção e do domínio de Deus. A libertação dos israelitas da escravidão sob Faraó foi apenas um aspecto da experiência da Páscoa. A realidade no nível do espírito era que eles estavam sob domínio de outros deuses, outros elohim (deuses). A única forma que Deus poderia libertá-los era trazendo-os para a Sua esfera de influência, em Seu Reino, sob o Seu domínio. É assim que a Páscoa funciona, e essa é a mesma realidade que Deus quer para nós hoje. Deus está determinado a julgar os elohim (deuses) que nos mantêm em escravidão, mas primeiro Ele está nos pedindo: “Venha para a Minha casa! Venha ao Meu Reino. Saia da esfera de influência desses outros deuses. Feche o acesso para a influência deles. Venha para a Minha influência! Eu quero você sob Mim, sob o Meu domínio e sob o Meu Senhorio!”. Nesta Páscoa, nós fazemos com que Deus seja a nossa habitação. Nós trazemos os nossos espíritos para debaixo do domínio do Senhorio Dele. À medida que regermos com Ele, veremos todos os outros deuses sendo confrontados com a verdade de que o Deus de Israel é o Deus dos deuses. Este é o julgamento da Páscoa.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0417-4PB

Disponível em mp3: “As Lições Da Páscoa”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em North Hills, CA. Sábado, 24 de março de 2018. Traduzida por Milca Queres.

As Lições Da Páscoa

Ao encerrarmos o Shabbat Hagadol, nós concentramos o nosso foco em Pesach, a Festa da Páscoa, e sua importância como peça central da fé do povo judeu, assim como da nossa. A história de como Deus se relacionava com Moisés e o preparou para liderar os israelitas aplica-se de forma real nessa geração. Pesach significa um tempo em que Deus ouve o clamor do Seu povo. Ele responde as nossas orações, até mesmo as orações que pensamos que Ele não ouviu. Quando Ele desce do Seu trono para vir ao nosso encontro, Ele faz com que nós sejamos Sua resposta para o mundo. A história da Páscoa nos mostra que Deus traz a resposta Dele através de um vaso humano. Nós lutamos com a nossa relutância e sofremos com os nossos problemas, sob a impressão de que eles são maiores do que a provisão divina. Na história da Páscoa, vemos o quanto Deus foi irredutível em não recuar em relação a usar a Moisés como a boca de Deus; vemos como Ele equipou e ungiu Moisés para executar a Sua vontade. A Páscoa nos dá uma revelação do quanto a provisão de Deus é abundantemente maior do que as nossas limitações. Nesta Páscoa, vamos crer pelo fim da nossa relutância e sofrimento. Nessa geração, Deus está trazendo à luz uma comunidade profética que tem a missão de falar a Sua Palavra para as nações. A Páscoa nos mostra a necessidade de, em primeiro lugar, removermos o fermento da malícia e da maldade dos nossos próprios corações e espíritos para que, ao falarmos a Palavra de Deus, haja uma pureza em nós alinhada à vontade Dele. Pai, nós nos voltamos à Ti e, sem condenação, nós entramos em uma Páscoa de limpeza e purificação. Remova de nós todas as impurezas que a vida sob Faraó causou em nossos espíritos. Com a purificação dos nossos corações, nós temos expectativa pela grande libertação de Pesach.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0417-2PB

Disponível em mp3: “As Leis Do Espírito”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Shiloh, IA. Sábado, 21 de outubro de 2006. Traduzida por Selma Esteves.

As Leis Do Espírito

Na esfera espiritual existem leis tão reais e fundamentais quanto as que vemos na esfera natural. Essas leis estão em funcionamento quer creiamos e estejamos cientes delas ou não. Esta mensagem nos dá a chave para colhermos as bênçãos e os cumprimentos que são plantados pelo fato de seguirmos as leis do Espírito. Ao nos arrependermos do nosso orgulho espiritual, iniciaremos um novo rumo no nosso caminhar com Deus.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0404-2PB

Disponível em mp3: “Existe Uma Vontade De Deus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em North Hills, CA. Domingo, 18 de março de 2018. Traduzida por Estêvão Rolando.

Existe Uma Vontade De Deus

Esta Palavra tão simples quanto profunda nos projeta para funcionarmos como uma comunidade profética. Nós temos que crer que existe uma vontade de Deus, e que Deus tem uma vontade para cada um de nós. Jesus disse: “qualquer um que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe” (Marcos 3:35). Deus está determinado a nos ver fazendo a vontade Dele — mesmo nos mínimos detalhes da nossa vida cotidiana. Nós precisamos conhecer a vontade de Deus para que possamos focalizar o nosso espírito, a nossa energia e a nossa força em executá-la. A nossa tendência é termos uma atitude passiva quando não sabemos qual é a vontade de Deus, porém, como os homens e as mulheres nos tempos bíblicos, nós deveríamos buscar a vontade de Deus todos os dias e nos determinarmos a fazê-la. Ao crescermos nesse relacionamento de conhecermos e executarmos a vontade de Deus, o Reino de Deus virá à luz. A nossa oração diária é: “Venha o Teu Reino; seja feita a Tua vontade!” A vontade de Deus é a verdadeira força, autoridade e poder no universo e, como uma comunidade profética, nós podemos, de forma ousada, manifestar a vontade de Deus na Terra. Deus ouve aqueles que fazem a vontade Dele, portanto nós oramos: “Senhor, mostre-nos a Tua vontade. O nosso alimento será fazer a Tua vontade”.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0306-2PB

Disponível em mp3: “Judaísmo: Um Relacionamento De Amor”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Quarta-feira, 6 de setembro de 2017. Traduzida por Débora Batista.

Judaísmo: Um Relacionamento De Amor

O Judaísmo começou com o amor de Deus por Abraão, Isaque e Jacó, e quando Ele escolheu os judeus como o Seu povo. O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; Mas, porque o Senhor vos amava, e para guardar o juramento que fizera a vossos pais (Deuteronômio 7:7-8). A oração do Sh´ma feita pelo povo judeu é prova de que todo o relacionamento da fé judaica está arraigado e firmado em amor: Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é um! Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças (Deuteronômio 6:4-6). O Judaísmo não se resume em legalismo e mandamentos. É um relacionamento de amor profundo entre Deus e o Seu povo. A palavra Torá significa instrução. Ela contém as instruções do Pai de amor, ensinando Seus filhos um estilo de vida. O Cristianismo se divide do Judaísmo ao afirmar que não se encontra mais debaixo da Lei. No entanto, quando Jesus nos dá um novo mandamento (João 13:34), na verdade Ele ratifica o Judaísmo e reafirma o Seu amor pela instrução básica do Judaísmo: Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas (Mateus 22:36-40). Esse é o ensinamento da Torá! Essa instrução do Judaísmo é dada ao mundo todo! Nossa obediência a esse mandamento é o caminho para a vida eterna (Lucas 10:25-28). Senhor, abra nossos corações para vermos que o Senhor tem nos dado uma única mensagem. O nosso caminhar contigo e a nossa fé precisam estar arraigados em um relacionamento de amor. Ajude-nos a receber o Seu amor, e ajude-nos a enviar esse amor de volta a Ti com todo o nosso coração, toda nossa força, com tudo que somos. E ajude-nos a amar uns aos outros assim como o Senhor nos amou.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0212-4PB

Disponível em mp3: “Como Nos Preparamos Para O Que Olhos Não Viram E Ouvidos Não Ouviram?”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sábado, 10 de fevereiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Como Nos Preparamos Para O Que Olhos Não Viram E Ouvidos Não Ouviram?

Como preparamos os nossos espíritos para “coisas que olho não viu e ouvido não ouviu, e nem subiu ao coração do homem, são as que Deus preparou para aqueles que o amam” (1 Coríntios 2:9)? Nós tendemos a viver como pessoas de hábitos e rotinas, e pensamos que fazer coisas de maneira diferente no nível natural, nos preparará para a forma como Deus vai Se mover. Isso pode até ajudar de alguma forma, mas o que importa é aquilo que estamos fazendo em nossos espíritos, porque Deus revela as coisas para nós através do Espírito (1 Coríntios 2:10). Não há dúvida de que Deus irá Se mover. Ele vai aparecer, e na presença Dele há o poder para curar, para romper com escravidões, e para sermos transformado à Sua imagem e semelhança. A questão é: quando Deus estiver pronto para fazer algo novo na sua vida, será que você vai perceber (Isaías 43:19)? Será que o seu espírito está sintonizado com o Senhor, e está esperando Nele e mergulhado Nele? Quando Jesus estava na terra, muitas pessoas O viram, mas elas não estavam conscientes do que poderiam ter e apropriar Dele. No tanque de Betesda, uma multidão de pessoas esperava todo dia pelo anjo do Senhor que vinha e agitava as águas. Em um nível natural, essas pessoas estavam condicionadas a buscar por uma manifestação específica da cura deles. No entanto, um homem que esteve doente por 38 anos tocou o Senhor com seu espírito e O tocou no momento que Ele estava passando. Aquele homem foi curado. Naquele dia, Deus fez algo novo que ninguém naquela multidão esperava. A história do coxo em Atos 3:1-7 é tão intrigante quanto essa. Este homem se assentava todo dia no portão pelo qual até mesmo Jesus Cristo havia passado. Mas um dia, o espírito daquele homem alcançou e se apropriou de cura vinda de Pedro que estava disponível naquele momento. Nós vemos o mesmo exemplo na mulher que teve uma hemorragia por 12 anos (Marcos 5:25-34). Ela estava pronta em seu espírito para se apropriar do poder de cura que havia em Jesus. Você vai ter as mesmas oportunidades, mas será que você vai estar consciente? Deus Se moverá naqueles que estão esperando Nele continuamente com seus corações e espíritos, mesmo que pareça que nada mudará no nível natural. O espírito deles estava focalizado e firmado Nele. Senhor, estamos buscando o Seu mover em nossa geração como ninguém jamais viu. Quando a hora vier em que o Senhor fará uma coisa nova, uma coisa diferente em nossa vida, que os nossos espíritos estejam prontos para tocá-Lo de maneira que libera tudo que o Senhor é e tudo que o Senhor tem para nós.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0212-2PB

Disponível em mp3: “Justiça Que Vem Pela Fé”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Justiça Que Vem Pela Fé

Nós iniciamos a Escola de Profetas em Monte Sião com uma determinação em nossos corações de mudar a forma como nos relacionamos com arrependimento. Nós ainda vivemos com o conceito de que nos tornamos justos ao nos disciplinarmos. Nós avaliamos as nossas ações como sendo boas ou más. Deus está buscando uma reação diferente em nós. É óbvio que Deus quer que O busquemos e que entremos na presença Dele. Mas Deus quer que entreguemos a Ele todo o fardo pesado que carregamos ao tentar produzir a nossa própria justiça baseados na nossa capacidade própria de avaliarmos as nossas ações. O Senhor está dizendo: Eu fui para a cruz por vocês. O Pai Me enviou porque Ele os ama demais. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28-30). Não há justiça ou injustiça que proceda da Lei que possa nos qualificar ou desqualificar para caminharmos com Deus. Somente Deus é justo. A nossa justiça vem ao sermos achados Nele (Filipenses 3:9). A maior ofensa a Deus é chegarmos diante Dele com o nosso conceito de justiça, e aí nós nos arrependemos diante Dele enquanto tentamos produzir a nossa própria justiça. Nós precisamos entrar na presença Dele do jeito que somos, sabendo que Ele quer ser o nosso Salvador. Ele quer ser a nossa justiça. Tudo que temos que fazer é nos abrir para a benção de Deus. Assim como Josué, o sumo sacerdote, nós comparecemos diante do Senhor com as nossas vestes sujas. Ele remove as nossas vestes sujas e nos reveste com a Sua justiça. Não há outro caminho para justiça, pois Ele é o caminho, a verdade é a vida.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0205-4PB

Disponível em mp3: “O Profeta Natã É Restaurado Na Igreja”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 4 de fevereiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

O Profeta Natã É Restaurado Na Igreja

Existe um conceito bíblico que se aplica ao final dos tempos, em que Deus restaura ministérios (ou unções) específicos para fazerem o que é necessário para o retorno de Cristo. Um dos exemplos mais evidentes disso é Elias. Jesus disse que Elias tinha vindo em João Batista, e que está vindo para restaurar todas as coisas (Mateus 17:11-12), referindo-Se à profecia em Malaquias 4:5-6. A unção profética de Elias vai restaurar o coração dos pais a seus filhos e dos filhos a seus pais, para que a Terra não seja destruída pela maldição. Existem outras profecias que precisam se cumprir pela unção específica de Zacarias, Moisés, Josué (o Sumo Sacerdote), Ageu, Zorobabel, e outros. No final dos tempos, a unção dessas pessoas vai retornar em grupos de pessoas que finalizarão e cumprirão o que é necessário para que o Reino de Deus se manifeste. Mesmo com todas essas unções específicas que Deus está restaurando, o meu maior clamor nesse momento é pela restauração da unção que repousava sobre o profeta Natã. Natã tinha uma unção profética singular e específica para ministrar a reis e a líderes. Um dos maiores exemplos disso é a ministração dele ao rei David. Como líder e com a posição de rei, David endureceu o seu coração a ponto de não viver mais na simplicidade de só querer agradar ao Senhor. Ele começou a perder essa sensibilidade à voz e à vontade de Deus. O pecado dele foi do adultério ao assassinato e à mentira — mentindo principalmente a si mesmo. Foi necessária essa unção singular do profeta Natã para convencer a David de tal forma que seus olhos se abriram e ele conseguiu enxergar o seu pecado. Ele conseguiu ver que havia perdido o relacionamento que ele tinha com o Pai. Não existem dois pesos e duas medidas no Corpo de Cristo, porque Deus é um. Não existe um estilo de vida requerido por Deus aos membros do Corpo de Cristo e uma vida diferente permitida aos líderes do Corpo. Todos nós precisamos dessa sensibilidade à voz e à vontade do Pai. Jesus nos deixou um mandamento muito simples: amai-vos uns aos outros. No entanto, tem se tornado cada vez mais aceitável não amarmos e não perdoarmos uns aos outros. Nós vemos isso na divisão histórica entre Protestantes e Católicos. Aos poucos, nós fomos endurecendo os corações a ponto de não vermos que, na divisão, nós não estamos fazendo o que o Senhor nos pediu que fizéssemos. Pai, nós suplicamos que a unção de Natã seja restaurada aos líderes e ao Corpo de Cristo. Onde quer que exista cegueira, muros e resistências para vermos o problema que existe em nossos espíritos, que a unção de Natã esteja entre nós para nos convencer e para nos mostrar a verdade. Crie uma tristeza divina em nós que produza o arrependimento que nos conduz à salvação, pois nós não podemos viver sem a Sua presença.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0205-2PB

Disponível em mp3: “Filhos Não Têm Onde Reclinar A Cabeça”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sábado, 3 de fevereiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Filhos Não Têm Onde Reclinar A Cabeça

Quando as pessoas disseram a Jesus que queriam segui-Lo, a resposta Dele foi: “As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça” (Lucas 9:57-58). Nesta resposta, Jesus estava nos mostrando algo importante sobre um caminhar com Deus. Deus tem nos dado muitos ensinamentos profundos sobre o nosso caminhar pessoal com Ele e acerca de sermos aqueles que O agradam e O amam. Ele tem falado conosco sobre um estilo de vida. Parte desse estilo de vida significa que não temos lugar para repousar. A nossa tendência humana é querermos nos acomodar. A reação de Pedro no Monte da Transfiguração era criar um monumento ao redor de um dos momentos mais impactantes da vida de Jesus na terra – a transfiguração Dele. Nós vemos esta mesma tendência no Corpo de Cristo – nós tentamos confinar uma experiência que tivemos com Jesus construindo um muro ao redor da mesma. Nós não podemos entrar nas obras desta jornada rumo ao Reino tendo em nossos corações ou espíritos algo que queira parar no meio do caminho e dizer: “Isso basta; nós já avançamos o suficiente”. Quando Deus nos fala uma Palavra viva, algo precisa mudar em nosso coração a ponto de não pararmos de segui-Lo. Nós precisamos firmar em nossos corações a decisão de segui-Lo aonde quer que Ele vá. O único local de descanso que teremos será o Reino de Deus. Nós temos que nos determinar em nossos corações a seguir o Cordeiro para onde quer que Ele nos guie.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0129-6PB

Disponível em mp3: “A Nossa Ambição É Agradar Ao Pai”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 28 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

A Nossa Ambição É Agradar Ao Pai

A determinação e a força que fundamentou a vida de Cristo foi a motivação Dele em viver em Seu relacionamento com o Pai, amando-O com todo o Seu coração, mente, alma e força. A reação do Pai à motivação de Jesus nos mostra que quando o Pai Se agrada de nós certas coisas acontecem e o nosso caminhar com Deus muda. Quando agradamos ao Pai, isso se torna o nosso deleite. O caminhar de Cristo com Deus era o Seu deleite (Salmos 104:33-34). O deleite que Jesus tinha pelo Pai é transmitido a nós; é um dom que Ele nos dá à medida que Ele se agrada de nós. Outra coisa que acontece é que o Pai nos alimenta e Ele Se torna a nossa força (João 4:31-34). Deus provê àqueles que são o Seu deleite. Assim como aconteceu com Cristo, nós somos sustentados e alimentados por um alimento que não entendemos. Não só Ele nos alimenta com algo que ninguém conhece, mas Ele também nos dá o Seu Espírito (Isaías 42:1). O Pai deu o Espírito a Jesus e Jesus recebeu o Espírito sem medida – porque Deus Se agradava de Seu Filho sem medida. Deus responde a nossa oração (1 João 3:21-22). Qualquer coisa que pedirmos, nós receberemos por sermos agradáveis a Ele. Ao termos a mesma motivação de Cristo, nós receberemos qualquer coisa que pedirmos. Quando nós O agradamos, nós somos trasladados para a presença do Pai. Estar na presença Dele é resultado direto de agradá-Lo (Hebreus 11:5). Deus é o criador de todas as coisas. Todas as coisas foram feitas por Deus e mesmo assim Ele está disposto a dar tudo àquele que O agrada. Imagine Deus lhe entregando toda a criação! Deus dá a quem é agradável aos Seus olhos tudo que Ele fez pelo Seu poder e pelo Seu braço estendido (Jeremias 27:5; João 3:35). Aproprie-se da ambição que motivava a Cristo. Que o fato de agradarmos ao Pai abra as janelas dos céus a ponto de vivermos na esfera da presença Dele. Senhor, que nós comecemos a nos mover na autoridade de filhos no Seu Reino.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0129-4PB

Disponível em mp3: “A Motivação De Jesus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sábado, 27 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

A Motivação De Jesus

Não há dúvida alguma sobre os sentimentos do Pai acerca de Seu Filho: “Este é o Meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17), e isso se repete diversas vezes na Bíblia (Mateus 17:5; Marcos 1:9-11; Lucas 3:21-22; 2 Pedro 1:16-18). O fato do Pai Se agradar de Cristo foi tão impactante que Ele abriu os céus para anunciar isso a todos com uma voz audível. O que fez o Pai feliz não foi o fato de Jesus ter curado multidões, transformado água em vinho, ou caminhado sobre as águas. O Pai Se agradou de Jesus porque Ele amou o Pai com todo o Seu coração, com todo o Seu entendimento, com toda a Sua alma, e com toda a Sua força. O principal e o mais importante relacionamento no Reino de Deus é o relacionamento entre o Pai e Seus filhos que estão determinados a agradá-Lo. Cristo nos ensinou qual deve ser a nossa motivação neste relacionamento: “‘Amarás o Senhor teu Deus com todo coração, com toda a sua alma, com toda sua mente e com toda sua força’ Este é o primeiro mandamento. O segundo é este: ‘ Amarás o teu próximo como a ti mesmo’” (Marcos 12:28-31). Nós precisamos reconstruir as nossas motivações. Como filhos de Deus, temos que ter a mesma motivação de Jesus, o primogênito. Esta motivação nos dá a força, a energia e o poder para passarmos por todas as coisas que enfrentamos. Senhor Jesus, nós nos apropriamos de Ti a motivação que se tornou o Seu poder e determinação para cumprir a vontade de Deus na terra. O Senhor fez a vontade do Seu Pai, mas isso foi uma consequência da Sua determinação de agradá-Lo. Que haja em nós esta mesma determinação e motivação. Nós declaramos que seremos, em nossos dias, uma geração motivada a agradar o Pai, amando-O com tudo que somos.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0129-2PB

Disponível em mp3: “A Doutrina De Jesus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sexta-feira, 26 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

A Doutrina De Jesus

Não há outro mandamento maior do que estes: “’Amarás o Senhor Teu Deus de todo o seu coração, de toda sua alma, e todo o seu entendimento e de todas as suas forças’. Este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este é: Amarás o teu próximo como a Ti mesmo” (Deuteronômio 6:5; Marcos 12:28-31). Jesus conectou essas palavras com toda a Lei e os Profetas (Mateus 22:40), com a vida ressurreta (Lucas 10:28) e com o Reino de Deus (Marcos 12:34). A cada momento de cada dia, até a eternidade, o poder do amor de Deus está fluindo sobre nós. Ele nos ama com toda a Sua alma, com todo o Seu poder, com toda a Sua força e com tudo que Ele possui, incluindo o Seu Filho. Deus vive projetando esse amor a nós (Efésios 1:19). Como podemos amar a Deus com toda nossa força, com tudo que somos e com tudo que temos? Nós nos abrimos para receber o amor que vem Dele, e ministramos de volta esse amor a Ele. Nós mergulhamos no fluir do amor de Deus por nós e permitimos que a força desse amor nos conduza ao Seu Reino. Jesus tornou possível vivermos um estilo de vida amando a Deus ao restaurar o nosso relacionamento com o Pai. Tudo que somos e tudo que fazemos pode ser direcionado a um amor pelo Pai. O que Deus quer fazer nessa geração, Ele o fará através de um povo que tem esse relacionamento com Ele e que vive neste grande mandamento. Pai, permita-nos experimentar o Seu amor. Permita-nos pensar acerca de nós mesmos da forma como o Senhor pensa sobre nós. Que não haja nenhuma resistência ao poder do Seu amor por nós. Nesta noite de Shabbat com os jovens de Monte Sião, nós entramos num tempo de viver no poder do Seu amor, amando-O com todo o nosso ser.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0125-2PB

Disponível em mp3: “Nós Devemos Nutrir E Expandir A Presença Do Espírito Santo”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Canção Nova, São Paulo. Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Nós Devemos Nutrir E Expandir A Presença Do Espírito Santo

Existem duas passagens bíblicas que devem nos motivar a buscar a unidade. Em primeiro lugar, se há alguma oração que o Pai vai responder é a oração do Seu Filho: “para que sejam um, como Tu, ó Pai, o és em mim, e eu em Ti” (João 17:21-23). O nosso impacto em um mundo tão carente de Deus, depende muito da nossa unidade. O nosso aperfeiçoamento e amadurecimento também dependem da nossa unidade. Existem dons e ministérios que precisamos receber uns dos outros. Em segundo lugar, o apóstolo Paulo nos roga que vivamos de forma digna, conforme a vocação com que fomos chamados …procurando guardar a unidade do Espírito (Efésios 4:1-3). Ao caminharmos juntos, com a diversidade de dons e de ministérios que o Espírito Santo nos deu, temos que estar determinados e devemos ser diligentes para preservarmos a unidade do Espírito. Enquanto estivermos divididos, ninguém está certo. Quem tem a verdade? Jesus Cristo é a verdade e o Espírito Santo traz a unidade. Se permanecermos em unidade, na unidade do Espírito, aí então o Espírito Santo vai nos ensinar, vai nos treinar e vai nos conduzir à unidade da fé. Deus nos fez templos do Espírito Santo (1 Coríntios 3:16). Nas nossas atitudes e nos nossos relacionamentos uns com os outros, nós convidamos o Espírito a continuar a viver em nós, ou O entristecemos e a presença Dele nos deixa (Isaías 63:10). Nós precisamos ser líderes que vivem de forma a nutrir e a expandir a presença contínua do Espírito Santo—em nossas vidas, em nossas igrejas e no povo que lideramos. Pai, nós pedimos a Sua graça para criarmos uma atmosfera em que o Espírito Santo continue a habitar em nós. Onde a divisão ainda existe entre Católicos, Protestantes e outros cristãos, nós pedimos a Sua misericórdia. Nós nos arrependemos pela divisão em nossos corações. Nós nos arrependemos das ideias e das atitudes que nos dividem uns dos outros. Pai, atenda a oração do Seu Filho, Jesus, e faça-nos um. Esta mensagem veio durante um encontro com a liderança da Renovação Carismática Católica do Brasil. A reunião começou com uma expressão de apreciação por Papa Francisco e terminou com uma profecia de que o que Deus está fazendo entre os Católicos carismáticos vai partir do Brasil.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0122-4PB

Disponível em mp3: “Participantes Da Sua Natureza Divina”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 21 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Participantes Da Sua Natureza Divina

Jesus estava constantemente buscando ouvir a voz do Pai para que pudesse falar apenas aquilo que Ele ouvia o Pai falar e fazer apenas aquilo que via o Pai fazer (João 5:30; 12:49). Se nós somos o Corpo de Cristo, então precisamos ser como Cristo. Ele era a plenitude de Deus na Terra. Ele se apropriou da natureza divina em Seu tempo de oração com o Pai. Ter uma vida de oração e um relacionamento com o Pai são características absolutamente fundamentais para que nós possamos funcionar como um ministério de profetas. Nesse novo dia, nós não podemos continuar esperando que Deus faça algo que Ele já fez. Ele não precisa fazer mais nada. Deus já nos deu tudo o que diz respeito à vida e à piedade (2 Pedro 1:3). A verdadeira natureza de Deus está na esfera do espírito, disponível a qualquer momento, a qualquer instante, para que possamos nos apropriar dela. Nós precisamos estar determinados a encontrar aquele secreto lugar com o Pai onde recebemos tudo que Ele já proveu. Jesus mandava as multidões e os discípulos embora para que Ele pudesse estar sozinho com o Pai. Ele orava com o Pai logo depois de realizar algumas das obras mais maravilhosas que você pode imaginar. Essas coisas aconteceram porque Ele se apropriava do Pai. Jesus se distanciava dos discípulos e das multidões com uma fome por receber mais do Pai. Ele estava determinado a ter o Seu momento com o Pai. Nós precisamos dessa mesma determinação em nossos corações. Nós temos uma promessa de sermos revestidos da natureza divina. Hoje, jogamos fora a passividade que não se incomoda com o fato de que essa promessa ainda não se cumpriu (Hebreus 4:1) e ainda não nos tornamos participantes dela. Pai, dê-nos a mesma garra que havia no coração de Cristo. Dê-nos uma determinação de focalizarmos no Senhor até que recebamos a Sua natureza divina.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0122-2PB

Disponível em mp3: “Jesus Nos Mostra Como Orar”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sábado, 20 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Jesus Nos Mostra Como Orar

Jesus vivia uma vida consistente de oração. Ele Se dedicava continuamente a encontrar o secreto lugar com Seu Pai. Depois ensinar as multidões, realizar milagres, curas e expulsar demônios, a atitude Dele era Se retirar para estar a sós com o Pai para orar. Cristo era um homem, e, no entanto, Ele Se tornou a plenitude do Pai em um vaso humano. Ele alcançou isso através de uma vida de oração. Hebreus 5:7-9 nos dá uma ilustração de Jesus: “Durante seus dias de vida na Terra, Jesus ofereceu orações e súplicas, em alta voz e com lágrimas, àquele que o podia salvar da morte”. Em Sua vida pessoal de oração, Jesus fixava o Seu Espírito no Pai; Ele aprendeu a voz e a vontade do Pai. Quando orava, Ele Se enchia do Espírito, sendo assim equipado para Se mover como o Filho de Deus. Jesus aprendeu a Se apropriar da natureza do Pai e do poder do Espírito Santo. A força para enfrentar o momento mais difícil da Sua vida – a crucificação – brotou do tempo de oração a sós com o Pai. A unidade e o ministério do Corpo de Cristo são muito importantes. A sua participação em uma congregação é muito importante. Porém, o temos a fazer como Corpo de Cristo acontecerá somente através da nossa vida individual de oração. O ministério do Corpo nunca substituirá o nosso caminhar pessoal com Deus. Quando Jesus ensinou os discípulos a orar, Ele disse: “…quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto…” (Mateus 6:6). Encontre o seu lugar de oração. Encontre um lugar em que você consiga se envolver nesse relacionamento pessoal com o Pai. Permita que Ele opere na sua vida e no seu espírito. Nada é mais importante do que se envolver com o Único que é capaz de lhe salvar e de lhe dar tudo que está disponível no Espírito Santo.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0115-4PB

Disponível em mp3: “Dar A Deus A Devida Glória — A Iniciativa É Dos Seus Filhos”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 14 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Dar A Deus A Devida Glória — A Iniciativa É Dos Seus Filhos

A Parousia, que significa a presença do Senhor habitando entre nós neste novo dia, começa com nós mesmos. Nós não ficamos parados, esperando que Ele apareça (Tiago 4:8). Através da nossa adoração, nós ativamos a presença de Deus. Em 1 Crônicas 16, vemos a origem da revelação do que significa dar a Deus a glória que Lhe é devida. Depois que a arca da aliança foi conduzida a Jerusalém, Davi marcou uma nova era para Israel ao comissionar Asafe para conduzir o povo a um novo cântico e a uma nova adoração (1 Crônicas 16:7). Davi diz que nesse novo cântico nós glorificamos ao Senhor por tudo o que Ele é e, ao faze-lo, nós fazemos com que o Senhor e as Suas obras sejam conhecidas entre as nações (1 Crônicas 16:28-29). Esse novo cântico começa em nós. O templo em que Deus vai habitar brota do coração de um povo que conhece o Senhor e reconhece tudo o que Ele é e tudo o que Ele tem feito. Na nossa adoração, nós proclamamos às nações tudo o que essa Palavra Viva já falou. Nós declaramos a nossa fé de que a Palavra se cumprirá em até mil gerações. É através da adoração que nós entramos nesse novo dia. Nós somos instruídos a cantar um cântico novo ao Senhor (Salmo 149:1). Deus diz que Ele vai fazer algo novo em um tempo em que as pessoas se cansaram Dele (Isaías 43:18-22). Os que se cansam de adorar ao Senhor perderão a presença Dele em suas vidas. Para nós, esse novo dia será um tempo de adorarmos a Deus e de desencadearmos a presença de Deus em nossas vidas. Senhor, remova de nós tudo o que está cansado de Ti. Que a Sua glória seja evidente para nós. Que as Suas obras, milagres, poder e tudo o que o Senhor é seja evidente em nossos corações. Essa é a adoração que atrai o Senhor e que será a marca registrada da comunidade profética.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0115-2PB

Disponível em mp3: “Um Cântico Novo — O Mover Do Espírito Santo Em Nossa Geração”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sábado, 13 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Um Cântico Novo — O Mover Do Espírito Santo Em Nossa Geração

Hoje, Monte Sião recebeu aproximadamente 200 jovens católicos para experimentarmos juntos um novo nível de adoração como uma só família – todos à busca de vermos algo novo surgindo a partir da nossa unidade. Deus está novamente derramando o Seu Santo Espírito sobre o Seu povo. Sempre que o Espírito Santo vem, como resultado, nós devemos esperar alguma ação, pois o derramamento do Espírito Santo significa que algo vai acontecer! Jesus Cristo (Marcos 1:12) e os apóstolos (Atos 4:31), foram impulsionados a agir por causa do derramamento do Espírito Santo. As coisas velhas se passaram e agora é hora de um novo mover, de um novo dia que Deus quer trazer à luz (Isaías 43:18-19). Deus disse que haveria de fazer algo novo e isso se manifestaria através de um novo nível de adoração. Este novo dia é o dia do Reino. Será através de um novo nível de adoração, de um novo cântico, que este dia do Reino se manifestará na terra. Ao nos aproximamos dos dias do Reino, veremos que o mover de Deus fará brotar de nós um novo cântico (Apocalipse 14:3). Hoje nós declaramos: “Senhor, cumpra a Sua vontade em nossa geração. Através do poder e da ação do Espírito Santo, coloque em nossos corações este novo cântico”.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0109-2PB

Disponível em mp3: “Senhor, Conceda-Me A Verdade No Íntimo”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 7 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

Senhor, Conceda-Me A Verdade No Íntimo

Esta Palavra de Deus vai mudar a sua vida! Deus está tentando tocar as áreas mais íntimas e profundas do nosso ser e nos fazer conhecer a sabedoria nas áreas mais ocultas do nosso interior (Salmo 51:6). Deus precisou enviar o profeta Natã para falar com Davi através de uma parábola para que ele pudesse ver e entender que as ações dele como rei estavam corrompidas devido à corrupção escondida em seu coração. Davi não podia mais continuar a governar como rei enquanto estas coisas escondidas existissem em seu coração e mente. Da mesma forma, nós não conseguiremos nos mover nas coisas que Deus tem para nós se continuarmos a manter áreas escondidas de Deus no íntimo do nosso ser. Deus quer que conheçamos a verdade no íntimo. Não é da vontade Dele nos deixar inconscientes dessas áreas escondidas porque a boca fala do que está cheio o coração. As nossas ações e pensamentos brotam dessas áreas ocultas em nós (Mateus 15:18). Nunca seremos profetas para o mundo se tivermos em nós as mesmas áreas ocultas que o mundo tem. Sabedoria, justiça e retidão têm que encher essas áreas ocultas no nosso interior. Nós clamamos como Davi: “Senhor, exponha essas áreas ocultas à Sua sabedoria, à Sua Palavra e à Sua justiça. Limpe-nos de tudo que não vem de Ti. Faça morada em nós! Dê-nos um coração como o de Davi que se abre ao se deparar com a verdade”.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0104-2PB

Disponível em mp3: “Nós Nos Apropriamos Deste Novo Dia”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 31 de dezembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Nós Nos Apropriamos Deste Novo Dia

Deus está nos apresentando um novo dia em que Ele Se moverá de formas que não conhecíamos antes. Assim como aconteceu com os Israelitas ao deixarem o Egito, nós deixamos para trás tudo que vem do deserto, até o maná que um dia nos alimentou. Através do sofrimento e da vitória de Cristo na cruz, Ele desarraigou a nossa velha natureza com todo o seu pecado, com suas limitações, seus muros, relutâncias, restrições e recusas. Ele nos torna mais alvos do que a neve (Salmo 51:7), e somos livres para perceber e receber tudo que Ele está fazendo neste novo dia. Agora depende da nossa iniciativa de nos apropriar disto. Nesta noite de Ano Novo, nós proclamamos a nossa fé de que na provisão de Cristo existe o poder e a providência divina para nos libertar de forma completa e minuciosa de todas as coisas que nos impedem de trazer à luz o Reino de Deus.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0102-6PB

Disponível em mp3: “Determinados A Entrar Neste Novo Dia”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 31 de dezembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Determinados A Entrar Neste Novo Dia

Deus proveu para nós tudo de que necessitamos para a vida e piedade (2 Pedro 1:2,3). Com o mesmo poder que Ele tirou Seu Filho da morte e O assentou à Sua destra, Ele está tirando as coisas velhas de nossas vidas e tudo em nós que O resiste a nos conduzir ao novo dia. A questão é: Será que vamos deixar de nos apropriarmos de algo que Ele nos deu? Ele já nos proveu todas as coisas, mas será que vamos recebê-las? Nós precisamos reagir ao poder de Deus sendo proativos em nos livrar de tudo o que é velho – a nossa velha vida, os nossos velhos laços e a nossa velha maneira de pensar. O que conhecemos até aqui pode ter sido o pão que nos sustentou até ontem, mas nós estamos buscando viver em um novo dia, em um novo ano e em um novo tempo. Estamos entrando no Reino de Deus, e o maná de ontem só fará surgir vermes no nosso meio. Ao estudarmos as Escrituras, vemos que, inúmeras vezes, quando se fala do novo está se falando de vinho. Deus provê as uvas; mas nós fazemos o vinho. Nós recebemos tudo que Deus já nos deu e criamos o vinho novo deste novo dia. Na noite de Ano Novo, nós nos livramos da velha natureza, e através da nossa garra e da nossa fé, nós nos tornamos vasos vazios para que Deus possa nos encher com o novo.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0102-4PB

Disponível em mp3: “O Novo Fermento Do Reino”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sábado, 30 de dezembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

O Novo Fermento Do Reino

Deus está fazendo uma coisa totalmente nova na terra ao trazer o Seu Reino à luz, e é algo totalmente diferente do que qualquer coisa que já conhecemos ou experimentamos. Será que realmente queremos e será que estamos prontos para o novo de Deus? Duas parábolas nos mostram porque a nova infusão que Deus está trazendo aos nossos corações e mentes não pode ser misturada com o velho dia (Mateus 9:16-17). Vinho novo colocado num odre velho resulta em uma explosão, e tanto o vinho velho quanto o novo se estragam. E remendo de pano novo em roupa velha, acaba rasgando. A coisa nova que Deus está fazendo tentará sempre se separar daquilo que conhecíamos no passado. Nós precisamos estar determinados a nos separarmos do velho. Precisamos nos preparar para a coisa nova que Deus fará. É uma decisão nossa lançar fora o fermento velho para dar espaço para o fermento novo. Nós continuaremos a construir sobre o fundamento que Deus nos deu, mas isso é diferente de tentar misturar o que Deus fez ontem com o que Ele está fazendo hoje. Nós podemos fazer com que este novo ano seja significativo para nós por causa da nossa escolha de lançar fora o velho. Senhor, limpe-nos de tudo do passado a que nós nos mantemos apegados. Nós temos fome pela coisa nova que o Senhor quer fazer e preparamos os nossos corações para recebe-la. Nós queremos ser odres novos, permitindo que o Senhor opere e expanda em nossas vidas nesse dia do Reino.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0102-2PB

Disponível em mp3: “A Palavra De Deus Vem Com Garantia”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Sexta-feira, 29 de dezembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

A Palavra De Deus Vem Com Garantia

Deus jurou por Si mesmo quando Ele fez uma promessa a Abraão (Hebreus 6:13-15). Nenhuma outra garantia foi necessária naquele momento, e nenhuma outra garantia é necessária para você hoje, a não ser o próprio Deus. Tudo o que Ele lhe prometeu na Sua Palavra, Ele vai cumprir. Abraão esperou com paciência porque ele sabia que a promessa de Deus para ele era garantida pelo próprio nome de Deus. A nossa fé precisa ser como a de Abraão — uma fé que sabe que a Palavra de Deus vem com uma garantia de que Ele vai cumpri-la. Nós simplesmente nos agarramos às promessas de Deus e à Sua Palavra, e entramos no Seu descanso. Esta Palavra muda tudo no nosso relacionamento com Deus e com a Sua Palavra. Nós nos apegamos ao que Ele disse, sabendo que todas as promessas estão garantidas por causa de tudo que Ele é.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0101-8PB

Disponível em mp3: “Arrependimento Que Restaura A Presença De Deus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 10 de dezembro de 2017. Traduzida por Estêvão Rolando.

Arrependimento Que Restaura A Presença De Deus

No Salmo 51, Davi nos ensina como devemos nos arrepender. Arrependimento não significa nos purificarmos através de sacrifícios e obras. Deus é quem nos purifica e nos limpa. A preocupação e o foco de Davi era o relacionamento dele com o Senhor. Ele não queria que Deus Se afastasse do relacionamento. “Não me lance fora da Sua presença e não retires de mim o Teu Santo Espírito” (Salmo 51:11). Moisés tinha o mesmo coração de Davi. Deus estava prestes a enviar um anjo para conduzir Moisés e os israelitas até a terra prometida, mas Moisés reagiu da seguinte forma: “Se Tu não fores conosco, não nos envie”. Nós também não somos um povo que busca somente o cumprimento de promessas. A única coisa que nos importa é termos a presença de Deus conosco. O nosso arrependimento tem o propósito de manter o nosso relacionamento e a nossa proximidade com Deus, que é o que O permite estar perto de nós. Esta Palavra remove de nós uma velha forma de arrependimento e nos conduz à alegria da nossa salvação.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0101-6PB

Disponível em mp3: “Vocês Serão Abalados Quando Deus Executar A Vontade Dele”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Domingo, 3 de dezembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Vocês Serão Abalados Quando Deus Executar A Vontade Dele

Como escola de profetas, nós precisamos ter o mesmo relacionamento com o Pai que Jesus teve: nós precisamos estar abertos para o amor do Pai de tal forma que Ele possa operar a vontade Dele em nós e nos criar como expressão Dele na terra. Como alcançamos isso se os nossos pensamentos e paradigmas são tão contrários aos Dele? A reação dos discípulos quando Deus enviou Jesus para a cruz foi dramática e emocional. Eles ficaram tristes, atribulados, temerosos, incrédulos e se dispersaram. Mas nada disso impediu a Deus de continuar a Sua obra. Era hora de executar a vontade Dele trazendo salvação para a humanidade, e foi isso que Ele fez. Os discípulos tiveram que tirar o atraso depois dos fatos ocorridos. Eles tiveram que se arrepender, chorar e esperar no Senhor. Deus teve que abalá-los a ponto de libertá-los de seus muros e paradigmas. Através da devastação que os abalou, eles estavam abertos no dia de Pentecostes para receber o derramamento do Espírito. Eles foram fortalecidos com poder e foram equipados para serem embaixadores da vontade de Deus. Nós estamos vivendo dias em que Deus está Se movendo e Se preparando para estabelecer o Reino Dele. Será um período tão impactante quanto o momento em que Cristo foi para a cruz. O mover de Deus vai abalar todas as coisas. Prepare o seu coração; peça que Ele entre na sua vida. Permita que Deus o abale a ponto de libertá-lo dos muros e paradigmas que o impedem de receber o amor de Deus e de se tornar a expressão e a vontade Dele na terra. Permita que o amor de Deus mude a sua vida.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0101-4PB

Disponível em mp3: “Busque-O Pelos Caminhos Dele”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Sepulveda, CA. Domingo, 26 de fevereiro de 1989. Traduzida por Estêvão Rolando.

Busque-O Pelos Caminhos Dele

Sob o ataque dos exércitos dos Filisteus, Davi aprendeu a buscar a Deus pelos Seus caminhos de forma a cumprir a Sua vontade. Essa lição sobre buscar os caminhos do Senhor foi a Chave que para que Davi cumprisse a vontade de Deus em trazer de volta a arca da aliança de volta para Jerusalém. Essa mensagem deve ser ouvida em conjunto com a mensagem, “”A Vontade Dele Do Jeito Dele” do dia 25 de fevereiro de 1989, em South Gate, CA.

R$5,95

Nº Publicação: 2018-0101-2PB

Disponível em mp3: “Construindo Uma Comunidade Profética”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Shiloh, IA. Domingo, 12 de julho de 1987. Traduzida por Estêvão Rolando.

Construindo Uma Comunidade Profética

É importante que nós contemos os custos de construir uma Comunidade Profética. O custo para nós vai ser a vontade de abrirmos nossos corações e amarmos uns aos outros.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1207-4PB

Disponível em mp3: “O Amor Nos Capacita A Abraçarmos A Vontade De Deus”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 26 de novembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

O Amor Nos Capacita A Abraçarmos A Vontade De Deus

O Senhor tem falado conosco com base em João 14, onde Jesus desafia os Seus discípulos a amá-Lo e a não resistir a vontade do Pai. Jesus amava o Pai, e esse amor não só O impelia a fazer a vontade do Pai como também O equipava para tal. Jesus disse: “Se alguém Me ama, guardará a Minha palavra” (João 14:23). O amor nos conecta ao Pai e nos capacita a abraçarmos a vontade Dele e a cumprí-la. Jesus está nos enviando ao mundo para fazermos a vontade do Pai. Nós não faremos a vontade Dele baseados em nosso próprio esforço e energia, mas sim por amá-Lo. O amor nos projeta para a vontade de Deus. Esta é mais uma chave para liberar a força da escola de profetas. Deus está nos abrindo uma porta fantástica, e nós precisamos dar o próximo passo e amá-Lo para que possamos abraçar a vontade Dele e executa-la.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1201-4PB

Disponível em mp3: “Projetados Para Um Relacionamento Eterno De Unidade”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Quarta-feira, 1 de novembro de 2017. Traduzida por Vicente Souza.

Projetados Para Um Relacionamento Eterno De Unidade

Ao Se preparar para a Sua morte na cruz, Cristo usou a tristeza e o sofrimento de Seus discípulos para conduzi-los a um novo relacionamento Consigo. Ele os conectou com a mesma unidade que existia entre Ele e o Pai: “Porque eu vivo, vocês também viverão. Quando chegar aquele dia, vocês ficarão sabendo que eu estou no meu Pai e que vocês estão em mim, assim como eu estou em vocês.” (João 14:19-20). Em Sua natureza terrena, Cristo estava separado do Pai; porém Ele conseguia ver e ouvir o Pai (João 5:19). Este é o relacionamento sobrenatural de comunicação e unidade que Cristo queria que Seus discípulos conhecessem. Neste relacionamento, Ele continuaria a amadurecê-los para que eles pudessem reger e reinar com Ele no Reino de Seu Pai. Na alegria da nossa experiência de salvação, nós perdemos o impacto do que os discípulos experimentaram na época em que Cristo foi embora. No entanto, tudo que Cristo estava transmitindo aos discípulos naquele momento de tristeza e dor, precisa ser a nossa experiência. Nós abrimos os nossos corações para a infusão de Cristo a qual nos projeta a um nível maior de unidade com Ele. Este é o relacionamento que nos amadurece para regermos e reinarmos com Ele.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1201-2PB

Disponível em mp3: “Impulsionados Por Amor, Nós Nos Tornamos A Sua Noiva Pura”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Domingo, 19 de novembro de 2017. Traduzida por Estêvão Rolando.

Impulsionados Por Amor, Nós Nos Tornamos A Sua Noiva Pura

Quando Jesus estava Se preparando para ir para a cruz, Ele instruiu os Seus discípulos, dizendo: “Se Me Amassem, Vocês Se Alegrariam”. O amor faria com que eles pensassem de maneira diferente, porque o amor controla a forma como você pensa e o leva para onde Ele está. Cristo amou a Igreja e Se entregou por ela para santificá-la e apresentar para Si uma noiva sem manchas e sem rugas. Ele morreu para que nós nos tornássemos a Sua noiva virgem – virgem na mente, no coração, no espírito, nas atitudes e na memória. Nós não entraremos em um relacionamento de casamento com Ele carregando uma bagagem do nosso passado. Deus está nos conduzindo de um jeito de viver para outro. Nós estamos sendo lavados e estamos nascendo de novo, sem manchas. O Apóstolo Paulo fala sobre o amor de Deus que nos controla, e ele se deu para apresentar a Igreja de Cristo como uma virgem pura. Esse amor é a chave do Reino; esse amor vai nos conduzir, vai nos controlar e vai nos levar para onde Cristo quer que estejamos. Não podemos produzir isso por nós mesmos. Nós nos apropriamos do amor de Deus por nós. Cristo quer uma noiva virgem e um relacionamento eterno. Vamos buscar essa experiência e crer que podemos estar entre aqueles que irão se levantar sem manchas e sem rugas.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1117-2PB

Disponível em mp3: “Se Você Me Amar, Tudo Vai Mudar”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Domingo, 12 de novembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Se Você Me Amar, Tudo Vai Mudar

Para conseguir entender o que Deus está fazendo nas circunstâncias das nossas vidas, precisamos ver que Ele está sempre trabalhando para executar o propósito eterno que Ele tem para nós. Os pensamentos Dele não são os nossos pensamentos, e os caminhos Dele não são os nossos. Portanto, nós temos que sair de onde estamos para estarmos com Ele onde Ele se encontra. Isaías 55 nos diz para buscarmos o Senhor enquanto se pode acha-Lo. A forma de busca-Lo e de retornarmos a Ele é ama-Lo de todo nosso coração. Deus o ama e Ele está operando em sua vida para conduzi-lo a um relacionamento eterno com Ele. Ele tem muitas coisas a nos dizer, mas como ocorreu com os discípulos originais, nós não conseguimos suporta-las. A Bíblia nos diz que o amor suporta todas as coisas. O amor nos conduz a um ponto onde conseguimos suportar o que Ele está dizendo. Derrube todas as suas barreiras para o poder e para a força do amor de Deus. Abra-se para o amor de Deus por você e retorne a Ele esse amor de todo o seu coração.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1109-2PB

Disponível em mp3: “Leve-Me Para Onde Eu Não Iria”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Maui, HI. Domingo, 5 de novembro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Leve-Me Para Onde Eu Não Iria

Nós estamos no meio de uma profunda experiência em que Deus está determinado a nos libertar da duplicidade em nossos corações que desaprova e contraria a vontade Dele. Pedro foi um exemplo dramático de ser reconhecido pela sua revelação em um certo momento, e, no minuto seguinte, se opôs frontalmente ao que Cristo estava dizendo (Mateus 16). O fato de você ter uma revelação, não significa que você queira a vontade de Deus. Pedro estava focalizado em si mesmo e em como o fato de Cristo ir para a cruz o afetaria pessoalmente, em vez de estar focado em como isso afetaria o Reino de Deus. Nós chegamos diante de Ti, Senhor, e abrimos os nossos corações. Nós nos arrependemos da seguinte forma: nós nos rendemos a Ti, estendemos as nossas mãos e pedimos que o Senhor nos guie para onde não iríamos. Nós buscamos um amor que nos conduzirá a essa concordância com o Pai, a ponto de nos apropriarmos e de amarmos a Sua vontade. Aí então seremos a força para manifestarmos a Sua vontade na terra.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1107-4PB

Disponível em mp3: “Se Me Amassem, Vocês Se Alegrariam”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Domingo, 29 de outubro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Se Me Amassem, Vocês Se Alegrariam

O Senhor disse aos Seus discípulos: “Se vocês me amassem, ficariam alegres, sabendo que vou para o Pai, pois o Pai é mais poderoso do que Eu” (João 14:28). Foi difícil para os discípulos aceitarem esse conselho de Cristo, por estarem totalmente absorvidos em sua própria dor e lamento porque Ele haveria de partir. Cristo estava tentando impedi-los de se relacionarem com Ele em um nível que não os permitiria entrar no Reino de Deus. Ele estava atraindo-os para um relacionamento novo e maior de unidade com Ele e com o Pai. Essa foi uma experiência profunda e transformadora para os discípulos. Pela perspectiva deles, Cristo estava abandonando-os. Porém, pela perspectiva de Deus, Ele estava inaugurando um dia de obras maiores, conectando-os ao nível do espírito através do poder da unidade que Ele queria ter com eles. Nós também precisamos experimentar essa transição no nosso relacionamento com Deus. As nossas dificuldades atuais são apenas um momento na nossa eternidade. Do ponto de vista de Deus, Ele tem planos de paz, e não de mal, para nos dar um futuro e uma esperança (Jeremias 29:11). Ao orarmos: “Venha o Teu Reino”, nós não podemos rejeitar a vontade de Deus e os caminhos Dele. Em vez disso, derreta-se em amor por Deus e Ele irá nos levar para onde Ele está e nos mostrará o que Ele está fazendo. Esta Palavra conclui um período de busca por um encontro com Deus nesses dias que marcaram 2 anos do falecimento da Marilyn. Nós veremos a bondade do Senhor na terra dos viventes. Não permitiremos que os nossos corações fiquem atribulados, mas vamos confiar no Senhor e no plano Dele para nós.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1107-2PB

Disponível em mp3: “A Compaixão De Deus Para Cumprir A Palavra Dele Sobre Você”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em North Hills, CA. Sábado, 7 de outubro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

A Compaixão De Deus Para Cumprir A Palavra Dele Sobre Você

Há uma benção profunda que podemos receber nessa experiência de Sukkot (Tabernáculos) que está registrada no livro de Neemias. Todo o povo se reuniu ao redor de Esdras, o escriba, para que pudesse receber o entendimento das palavras da lei. Eles descobriram que o Senhor ordenou a Moisés para que o povo habitasse em cabanas durante a festa. E eles simplesmente obedeceram a esse comando. Deus veio ao encontro deles em resposta à obediência deles e aquilo os inspirou a buscar o Senhor de uma nova forma. Ao se arrependerem, eles confessaram os pecados de seus pais que foram repetidos por eles e lembraram da fidelidade de Deus em perdoá-los sempre que eles se voltassem a Ele. Durante esse período de Sukkot, nós também estamos buscando um novo relacionamento com o Senhor e com a Palavra Dele. Converse com o Senhor sobre a sua vida e a sua história. Quando simplesmente confessamos e nos arrependemos diante Dele, Ele nos conduz de volta à Sua palavra, Ele nos resgata e nos coloca de volta no caminho certo. Seja aberto, honesto, sem vacilar, confiando no amor, na compaixão e na fidelidade de Deus para cumprir a Palavra Dele por amor ao Seu próprio nome.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-1019-2PB

Disponível em mp3: “Sukkot: O Deserto De Vida Ou Morte”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em North Hills, CA. Quarta-feira, 4 de outubro de 2017. Traduzida por Silas Esteves.

Sukkot: O Deserto De Vida Ou Morte

Sukkot é um período de lembrarmos o que Deus fez pelos filhos de Israel no deserto. O deserto foi um local de preparação que antecedeu a entrada na Terra Prometida. Eles foram transformados, deixando de ser escravos, passando a ser uma nação de pessoas que precisavam aprender a viver na presença de Deus. A dependência deles de Deus era uma questão de vida ou morte; eles não poderiam sobreviver sem a provisão e direção de Deus. Deus está determinado a nos fazer o bem e a cumprir a Sua Palavra sobre nós. Assim como aconteceu com os israelitas, a nossa experiência de vida ou morte no deserto contém tudo que é necessário para nos preparar para recebermos o novo dia ao qual Deus quer nos conduzir. Nesse período de Sukkot (Tabernáculos), vamos conduzir os nossos corações a voltarem a essa absoluta dependência de Deus. Ele é o caminho, a Verdade e a Vida. A presença Dele está conosco para nos guiar para os dias do Reino. Na presença do Senhor, nós iremos aprender e vamos nos tornar o que Ele falou. Nós conheceremos a verdade e ela nos libertará, mas para isso precisamos estar prontos para que Deus nos conduza por caminhos que nunca trilhamos até aqui. Experimente este Sukkot (Festa de Tabernáculos) como nunca antes.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-0927-8PB

Disponível em mp3: “Corações Preparados Ungidos Para Um Novo Dia”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em San Diego, CA. Domingo, 17 de setembro de 2017. Traduzida por Vicente Souza.

Corações Preparados Ungidos Para Um Novo Dia

Esta Palavra é um comissionamento para a igreja de San Diego, e todas as Igrejas da Palavra Viva, para entrarmos em um novo dia. Assim como os filhos de Israel passaram anos como escravos no Egito, vocês viveram um período de tribulações e dificuldade, mas o propósito era criar um povo segundo o próprio coração de Deus. Deus tem operado para transformar todas essas coisas em algo bom. Ele estava com vocês durante todo esse período. Romanos 8:17 nos diz que nós sofremos com Ele para que com Ele sejamos também glorificados. Davi foi preparado como um homem segundo o coração de Deus antes de ser ungido como Rei. Saul foi ungido, mas ele não estava preparado. Ele não podia levar a unção para fora da atmosfera de Escola de Profetas. Nós vimos dias de grande unção, mas agora o Senhor está buscando derramar uma unção duradoura nos corações preparados para carregá-la. Através de Davi, Deus começou um relacionamento muito profundo de Pai e Filho com Israel. É o fim de um relacionamento distante com o Pai, e é o início de um novo dia.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-0927-2PB

Disponível em mp3: “Antissemitismo — A Tática De Satanás Contra A Igreja”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Sexta-feira, 25 de agosto de 2017. Traduzida por Estêvão Rolando.

Antissemitismo — A Tática De Satanás Contra A Igreja

À medida que buscamos uma unção maior para sermos a comunidade profética que Deus nos chamou para sermos, o Senhor faz crescer em mim um fardo pela revelação do quanto o antissemitismo nos bloqueia. A Bíblia nos fala claramente acerca de Israel: “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Genesis 12:3). Hoje em dia, satanás manipula os gentios e o cristianismo em geral, a um ponto em que o próprio Deus terá que julgá-los pela sua desobediência ao mandamento Dele acerca do povo judeu e acerca de Israel. Nós estamos nos deparando com o maior risco de julgamento. Nesta batalha espiritual do final dos tempos, quando Deus está vindo para estabelecer o trono Dele na terra e julgar as nações, Ele está nos perguntando: “O que você fez com a oportunidade que eu lhe dei de ser enxertado à Minha aliança com Israel?” “Mas tu não devias olhar com prazer para o dia de teu irmão, no dia do seu infortúnio; nem alegrar-te sobre os filhos de Judá, no dia da sua ruína; nem alargar a tua boca, no dia da angústia” (Obadias 1:12). Não seja passivo com relação à busca pelo fermento do antissemitismo no seu coração. Pela graça de Deus e pela luz do Espírito Santo, livre-se disso. Arrependa-se pelo antissemitismo que tem sido passado de geração em geração ao longo da história da Igreja. Peça ao Pai para ensiná-lo a verdade acerca do relacionamento e da aliança Dele com Israel, e para revelar mais profundamente o amor que Ele tem pelo povo judeu. Nós recebemos esta palavra de advertência com corações abertos, sabendo que ela é a nossa proteção contra as táticas de satanás que fazem com que Deus traga julgamento sobre a igreja na nossa geração.

R$5,95

Nº Publicação: 2017-0927-6PB

Disponível em mp3: “O Nosso Arrependimento Pelo Antissemitismo Produzirá Frutos”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Honolulu, HI. Domingo, 3 de setembro de 2017. Traduzida por Débora Batista.

O Nosso Arrependimento Pelo Antissemitismo Produzirá Frutos

Nós estamos tendo uma série de ensinamentos sobre o fermento do antissemitismo. Essa série está ligada aos ensinamentos que tivemos recentemente sobre a remoção de coisas que nos impedem de sermos a comunidade profética que Deus nos chamou para sermos. O fermento do antissemitismo é um desses bloqueios. Para conseguirmos varrer esse fermento de forma profunda, essas palavras requerem uma atitude individual e coletiva da nossa parte. Nós precisamos ser proativos em nosso arrependimento. Em Lucas 3, João Batista diz que devemos produzir frutos dignos de arrependimento. A evidência, ou o fruto, do nosso arrependimento será o fato de nos movermos como uma Escola de Profetas. Ao separarmos o precioso do vil, veremos um novo nível da presença do Senhor e as nossas bocas serão como a boca do Senhor (Jeremias 15:19). Essa mensagem é parte da série “A Nossa Revelação e o Nosso Relacionamento com o Estado de Israel, com o Judaísmo e com o Povo Judeu”.

R$5,95