A Nossa Ambição É Agradar Ao Pai

por Gary Hargrave
Nº Publicação: 2018-0129-6PB

R$5,95

Disponível em mp3: “A Nossa Ambição É Agradar Ao Pai”. Mensagem ministrada por Gary Hargrave em Monte Sião, Niterói. Domingo, 28 de janeiro de 2018. Traduzida por Silas Esteves.

A Nossa Ambição É Agradar Ao Pai

A determinação e a força que fundamentou a vida de Cristo foi a motivação Dele em viver em Seu relacionamento com o Pai, amando-O com todo o Seu coração, mente, alma e força. A reação do Pai à motivação de Jesus nos mostra que quando o Pai Se agrada de nós certas coisas acontecem e o nosso caminhar com Deus muda. Quando agradamos ao Pai, isso se torna o nosso deleite. O caminhar de Cristo com Deus era o Seu deleite (Salmos 104:33-34). O deleite que Jesus tinha pelo Pai é transmitido a nós; é um dom que Ele nos dá à medida que Ele se agrada de nós. Outra coisa que acontece é que o Pai nos alimenta e Ele Se torna a nossa força (João 4:31-34). Deus provê àqueles que são o Seu deleite. Assim como aconteceu com Cristo, nós somos sustentados e alimentados por um alimento que não entendemos. Não só Ele nos alimenta com algo que ninguém conhece, mas Ele também nos dá o Seu Espírito (Isaías 42:1). O Pai deu o Espírito a Jesus e Jesus recebeu o Espírito sem medida – porque Deus Se agradava de Seu Filho sem medida. Deus responde a nossa oração (1 João 3:21-22). Qualquer coisa que pedirmos, nós receberemos por sermos agradáveis a Ele. Ao termos a mesma motivação de Cristo, nós receberemos qualquer coisa que pedirmos. Quando nós O agradamos, nós somos trasladados para a presença do Pai. Estar na presença Dele é resultado direto de agradá-Lo (Hebreus 11:5). Deus é o criador de todas as coisas. Todas as coisas foram feitas por Deus e mesmo assim Ele está disposto a dar tudo àquele que O agrada. Imagine Deus lhe entregando toda a criação! Deus dá a quem é agradável aos Seus olhos tudo que Ele fez pelo Seu poder e pelo Seu braço estendido (Jeremias 27:5; João 3:35). Aproprie-se da ambição que motivava a Cristo. Que o fato de agradarmos ao Pai abra as janelas dos céus a ponto de vivermos na esfera da presença Dele. Senhor, que nós comecemos a nos mover na autoridade de filhos no Seu Reino.

REF: 2018-0129-6PB Categorias ,